Sobre a Freebook

Visão

Ser a principal referência de livros importados do Brasil, não só em vendas como também no atendimento e informação, proporcionando desenvolvimento pessoal e social no país.

Missão

Fornecer conhecimento e cultura por meio de livros e de um atendimento diferenciado, conectando o Brasil com o mundo através da importação daquilo que tratamos como obras de arte.

Valores

Liberdade, honestidade, respeito, proximidade, atenção, agilidade.

Quem somos

Uma livraria independente e familiar especializada em livros importados, que preserva há mais de 35 anos a tradição, o bom atendimento e o espírito do Livreiro. Atendemos tanto no atacado como no varejo.

Histórico

Liberdade de conhecimento. Assim pode ser resumida a história da Freebook. Criada em pleno regime militar, a livraria era um refúgio de quem buscava livros censurados pela ditadura. E daí vem o seu nome Freebook, que quer dizer “livro livre”, do regime e de impostos.

Desse início, quando a livraria ocupava apenas um armário, mais de 35 anos se passaram. Hoje, estima-se que a Freebook já tenha comercializado mais de 10 milhões de livros.

Acompanhe essa trajetória em seus principais momentos:

Curiosidades

Como um bom livro, a história da Freebook tem detalhes marcantes. Conheça alguns deles:

- A livraria nasceu durante a ditadura militar, uma época em que o conhecimento era limitado pela censura. Daí vem o nome Freebook, que quer dizer livro livre. Era esse o espírito e o objetivo do fundador da livraria ao abrir seu negócio.

- O design do logotipo é uma flor de Sakura, ou como é conhecida por aqui, flor de cerejeira. A marca foi inspirada em um livro de motivos japoneses, no qual o desenho original era um brasão de família. Coincidência ou destino, a estrutura da empresa mantém até hoje sua origem familiar.

- A cor roxa adotada pela marca pode ter vários significados. Segundo a cultura chinesa, o roxo remete ao poder da criatividade. No Feng-Shui, é a cor dos visionários. Na Kabala, representa a qualidade de liderança. E para a literatura esotérica é o "terceiro olho", que é ligado ao conhecimento intuitivo.